Marcado: amazon

O (infeliz) alto preço dos Ebooks no Brasil

Imagem

Ontem entrou no ar o esperado site da Amazon Brasil com vários ebooks em português e a promessa que, daqui para o final do mês, nós poderemos adquirir o Kindle por R$ 299.

A notícia é uma das mais esperadas do mercado de e-commerce brasileiro, principalmente no setor de literatura e de tecnologia, especialidades da Amazon.

A empresa é muito conhecida por uma estrategia de mercado agressiva, com preços baixos, promoções malucas e a possibilidade também do usuário vender seus objetos usados pelo site.

Mas, até o momento, a loja brasileira ainda não mostrou esse seu lado. 

Os livros digitais na Amazon Brasil ainda estão caros. Com exceção de uma ou outra obra clássica que dá para adquirir até de graça, a maior parte dos ebooks vendidos estão com preço de livros impressos.

E o problema não é só da Amazon. A loja de livros do Google Play, que também abriu há pouco tempo, vende a preços semelhantes.

O livro digital é, na minha opinião, uma oportunidade para incentivar a leitura, inclusive no aspecto do seu custo e facilidade. A tecnologia retira o imenso gasto com impressão, por isso me pergunto: por que não repassam essa economia para o leitor final?

Calculei a diferença de preço do livro impresso com o digital “Barba Ensopada de Sangue” do Daniel Galera e está em 30%. É um bom percentual, mas ainda insuficiente. O valor do livro impresso é de R$ 39,50 e a versão digital R$ 27,50.

Uma diferença de R$ 12 que, na minha opinião, poderia ser ainda maior, em nome de uma estrategia de incentivar a compra de livros digitais.

Enfim, até agora, nem as editoras, nem as lojas se deram conta para este mercado. Só espero que não demorem tanto para acordar. 

 

Anúncios