Jogos escolares e a desorganização do RN

Abertura. Foto rogerio vital (106)

Foto rogerio vital (106)

Durante uma semana, Natal sediou os 18º Jogos Sul Americanos Escolares.

O evento é uma espécie de Jerns que envolve toda a América do Sul. Ao todo, onze países enviaram atletas para as competições. No primeiro dia, houve uma reunião com ministros e representantes dos governos para definir as diretrizes do esporte escolar no continente.

Na terça-feira ocorreu em Natal o lançamento do Gymnasiade, espécie de olimpíadas para atletas de 14 a 17 anos. A competição será sediada em Brasília no ano que vem.

O que chama a atenção é, primeiro, a falta de interesse da mídia local com os jogos. Há mais destaque na Argentina ou no Chile, por exemplo, do que no Rio Grande do Norte.

A cobertura esportiva mantém-se nas fofoquinhas do futebol, já que os campeonatos acabaram. A mesma chatice todo ano. Um e outro jornal publicaram matéria, a maioria ficou só pelos releases. A TV só apareceu na abertura.

Muito fraco tendo em vista a importância continental dos Jogos.

Outro dado é quanto a desorganização do estado. A competição pode ser vista como uma espécie de prévia da Copa do Mundo.

E, mesmo com a estrutura e importância menores, é possível perceber falhas graves.

Isso tudo fora a atual situação de Natal, uma cidade com cara de abandono. A impressão que os estrangeiros tem é da pior possível.

Anúncios

Um Comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s